Grupos étnicos, pluralidade cultural e políticas públicas na história da educação, no Rio Grande do Sul

Lúcio Kreutz, Terciane Ângela Luchese

Resumo

Na última década,  tivemos diversas declarações de princípios no sentido de preservar os bens imateriais da diversidade cultural, especialmente as línguas, num claro sinal de mudanças profundas de concepção. Historicamente a diversidade cultural era considerada empecilho para a formação da nação, exigindo severas medidas para extingui- a. A questão central do texto é epistemológica, a saber: que conceitos facultam pesquisar a interação  de  culturas  na  história  da  educação?  Isto  nos  situa em referências da história cultural, construídas em diálogo com a antropologia. Com referências a pesquisas anteriores sobre processo escolar entre grupos étnicos, no entanto, privilegia-se neste texto a questão teórica relacionada com conceitos que permitem analisar a questão do diálogo entre culturas, tendo como referência os grupos étnicos do Rio Grande do sul, com ênfase nos imigrantes e seu processo escolar étnico.

 

Palavras-chave

Pluralidade Cultural; Políticas Públicas de Educação; História da Educação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.